• Facebook Social Icon
  • SoundCloud Social Icon
  • YouTube Social  Icon

@2016 site criado por Rosy Greca Produções Artísticas / 

Todos os direitos reservados

Este conjunto de oficinas oferece às Instituições de Ensino, públicas ou privadas, a oportunidade de reciclagem, formação continuada e aperfeiçoamento da prática pedagógica de seus professores na área da arte-educação. Ao todo, são sete oficinas ministradas pela compositora, produtora cultural e arte-educadora Rosy Greca.

Os trabalhos estão disponíveis em quatro formatos: palestra (2h ou 4h); workshop (4h), oficina (8h) e curso (16h ou 20h).

OFICINAS E PALESTRAS

O DESPERTAR MUSICAL NA ESCOLA

 

Tem por objetivo propiciar aos professores leigos em linguagem musical fundamentação teórica atrelada a atividades práticas que os levem a despertar – ou ampliar – a percepção de si mesmos como sujeitos musicais, capacitando-os como multiplicadores em sua prática pedagógica.

A oficina está ancorada nos princípios da pedagogia musical de François Delalande, educador e pesquisador francês (1941) que tem a atividade lúdica como ferramenta básica no processo de musicalização.

Aborda também os desafios apresentados pela Lei 11.769/2008, que estabelece a obrigatoriedade do ensino da música nas escolas públicas e particulares de todo o país.

 

Duração e número de vagas:

Palestra/show: 2 ou 4 horas (número indeterminado de participantes)

Workshop: 4 horas (máximo de 30 pessoas)

Oficina: 8 horas (máximo de 30 pessoas)

Curso: 16h ou 20 horas (máximo de 30 pessoas)

Público-alvo: professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e disciplina de Artes.

A LUDOPEDAGOGIA EM SALA DE AULA

 

Segundo Tizuko M. Kishimoto, professora titular da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), nascida em Bielorrúsia (1917), “o ato lúdico representa um primeiro nível de construção do conhecimento, o nível do pensamento intuitivo, ainda nebuloso, mas que já aponta uma direção. O prazer e a motivação iniciam o processo de construção do conhecimento, que deve prosseguir com sua sistematização, sem a qual não se pode adquirir conceitos significativos”.

Esta oficina pretende oferecer aos professores e educadores da Educação Infantil e primeira etapa do Ensino Fundamental um escopo teórico acerca da importância do brincar na formação sensório-motora, afetiva, cognitiva e cultural dos pequenos, além de instrumentalizar os professores como mediadores para a prática das brincadeiras em sala de aula.

Duração e número de vagas:

Palestra/show: 2 ou 4 horas (número indeterminado de participantes)

Workshop: 4 horas (máximo de 30 pessoas)

Oficina: 8 horas (máximo de 30 pessoas)

Curso: 16h ou 20 horas (máximo de 30 pessoas)

Público-alvo: professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e disciplina de Artes.

TAPETE ENCANTADO - A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS

Esta oficina busca realizar junto aos professores, contadores de histórias e demais interessados, uma imersão no universo da arte de contar histórias a partir da realização de sete perguntas: quem, por que, para quem, quando, onde, quais e como contar histórias. A partir dessas questões, é proposto um percurso em atividades lúdicas e pedagógicas que oportunizará ao grupo novas perspectivas acerca do universo mágico da arte de contar de histórias.

Duração e número de vagas:

Palestra/show: 2 ou 4 horas (número indeterminado de participantes)

Workshop: 4 horas (máximo de 30 pessoas)

Oficina: 8 horas (máximo de 30 pessoas)

Curso: 16h ou 20 horas (máximo de 30 pessoas)

Público-alvo: professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e disciplina de Artes

ARTE, EDUCAÇÃO, CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO

Quando à educação soma-se a arte, coloca-se em movimento a força vital que impulsiona o sujeito ao ato criativo, seja através da criação artística ou de manifestações de qualquer outra natureza que venham a propor novas formas de olhar e viver o mundo.

Esta oficina busca, por meio da fruição artística e do pensamento reflexivo, bem como da realização de jogos e vivências nos campos da improvisação e criação lúdica, literária e musical, tornar manifesto o poder criativo e inovador latente em todo ser humano, além de ressaltar a arte e a educação como terrenos propícios ao seu cultivo e desenvolvimento.

Público-alvo: professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e disciplina de Artes.

Duração e número de vagas:

Palestra/show: 2 ou 4 horas (número indeterminado de participantes)

Workshop: 4 horas (máximo de 30 pessoas)

Oficina: 8 horas (máximo de 30 pessoas)

Curso: 16h ou 20 horas (máximo de 30 pessoas)

Público-alvo: professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e disciplina de Artes.

A CANÇÃO PARA CRIANÇAS - UMA CONTRIBUIÇÃO AO REENCANTAMENTO DA INFÂNCIA

Em uma abordagem inédita da canção autoral brasileira destinada ao público infantil, Rosy Greca apresenta e desenvolve os temas abordados em seu livro “A canção para crianças – uma contribuição ao reencantamento da infância”, oferecendo subsídios para o professor trabalhar a canção em sala de aula.

Além da reflexão acerca dos temas, os participantes entram em contato com um rico acervo de CDs infantis e novos compositores de grande valor e qualidade artística, enriquecendo, ampliando e diversificando o repertório musical em sala de aula.

 

O ineditismo e a particularidade deste trabalho encontram-se tanto no conteúdo como na forma de apresentação. Ilustrando a exposição dos temas, as canções, interpretadas ao vivo pela artista/palestrante (voz e violão), conferem ao evento uma atmosfera de show musical, criando uma ambientação poética, lúdica e divertida.

A DIMENSÃO ESTÉTICA DA PALAVRA NO PROCESSO DE LETRAMENTO

 

Lev Semenovitch Vygotsky, pensador importante da área da psicologia nascido em Orsha (1896/1934) afirma que o texto a ser refletido em classe no processo de letramento é o texto significativo. Aquele que circula socialmente. Assim, entendemos que o texto poético presente nas manifestações da cultura popular (cantigas de roda, brincos, parlendas, acalantos, entre outros), bem como nas linguagens artísticas (a canção e a poesia), devido a seu enorme poder de penetração na vida das crianças e por seu caráter artístico e de entretenimento, pode e deve servir como recurso de grande valor no processo de aquisição da oralidade, da leitura e da escrita.

Esta oficina pretende levar os professores a pensar e a vivenciar o texto poético extraindo ao máximo o seu potencial de ferramenta no processo de letramento, fazendo-os mergulhar no rico universo da cultura popular, da canção e da poesia.

 

Duração e número de vagas:

Palestra/show: 2 ou 4 horas (número indeterminado de participantes)

Workshop: 4 horas (máximo de 30 pessoas)

Oficina: 8 horas (máximo de 30 pessoas)

Curso: 16h ou 20 horas (máximo de 30 pessoas)

Público-alvo: professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e disciplina de Artes.

O ENSINO DAS ARTES NA ESCOLA - PALESTRA/SHOW

A palestra-show propõe aos professores uma reflexão sobre a importância do ensino das artes na Educação Infantil e Ensino Fundamental.

Visando à sua reorganização e revitalização, propõe uma visita à metodologia triangular do ensino das artes na escola – apreciação, contextualização e fazer artístico –, proposta por Ana Mae Barbosa, e conta com recursos audiovisuais para uma melhor e mais enriquecedora abordagem do assunto.

Canções e histórias ilustram a exposição do tema com vista à sensibilização dos professores para o valor das artes no desenvolvimento afetivo, sensível, cognitivo e cultural de crianças e jovens.

Duração e número de vagas:

Palestra/show: 2 ou 4 horas (número indeterminado de participantes)

Workshop: 4 horas (máximo de 30 pessoas)

Oficina: 8 horas (máximo de 30 pessoas)

Curso: 16h ou 20 horas (máximo de 30 pessoas)

Público-alvo: professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental e disciplina de Artes.